Tumba Cerrada

Reflexões, crônicas, prosas de um mundo totalmente inventado por Káah Azamba. Um mundo diferente, às vezes meigo e infantil, outras vezes assustador e futurístico. Não importando a origem, os textos sempre retratam uma fala atualizada e de fácil compreensão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *